Gosto muito de uma frase do pensador Francês do século VIII  e Anne Turgot que muito me inspira: “O princípio da educação é pregar com o exemplo”.

 

Sabemos que o exemplo é fundamental para ensinar as crianças a fazerem boas escolhas em suas vidas. 

É exatamente isto que procuro fazer em minha vida e em meu trabalho.

 

O professor tem fundamental papel neste complexo sistema de formação da personalidade da criança. Sei desta importância, por isso tenho como meta transmitir para os nossos alunos os valores que assimilei durante o meu trabalho no Brasil e no exterior os quais eu denominei de: os valores da dança”  que são: atenção, disciplina, determinação, comprometimento, espírito de equipe e respeito aos pais, professores e colegas

 

Estes são valores sem os quais sei que é impossível ensinar a dança, por isso reafirmo-os nas aulas e em minhas preleções com meus alunos. Esta, também, a orientação passada aos nossos professores  como diretriz norteadora dos nossos trabalhos em sala de aula.

A Escola especializou-se e dedica a somente duas modalidades de dança, Ballet Clássico e Jazz, sendo que no ballet clássico são ministradas aulas, também, para adultos (Clássico Adulto)

 

Na Alemanha, procurei aprimorar os meus estudos no ballet clássico (dentro da metodologia da “Escola Vaganova”). Lá, tornei-me bailarina profissional quando fui convidada para ser solista do “Ballet Volkstheater - Rostock”.  Depois atuei no “Ferneseh Ballet” – Berlin. 

Ao retornar ao Brasil fundei, em 2006, a minhaEscola de ballet em Goiânia, Goiás.

​Realizava, assim, o meu sonho de transmitir a técnica e a prática do ensino da dança, principalmente do ballet clássico, mostrando como a esta arte transforma e beneficia o corpo por sua extrema inteligência artística e eficiência corporal.

Para isso desenvolvi uma metodologia baseada na dedicação direcionada ao aluno. Partimos do pressuposto de que a qualidade técnica das aulas, para ser bem desenvolvida e mantida, deve-se trabalhar com turmas de até 12 alunos.  Esses alunos são estimulados a observar e praticar o que definimos como "Os valores da dança":que são: atenção, disciplina, determinação, comprometimento, espírito de equipe e respeito aos pais, professores e colegas..

Os comportamentos  dos alunos são observados e registrados nos boletins para acompanhamento dos pais.

Somados à prática do Ballet em sala de aula, ainda faz-se necessário um conhecimento mais aprofundado do universo do ballet: seus compositores, principais bailarinos, principais coreógrafos, Ballets de Repertório, etc. Esses conhecimentos são trabalhados por meio de aulas expositivas, trabalhos escritos e avaliações.

 

Para acompanhar a evolução dos seus filhos, a Escola promove "Aulas Públicas" com a participação dos pais, momento em que eles podem avaliar a condução da aula pelo professor, observar o desempenho técnico dos alunos, além de obter esclarecimentos e sanar dúvidas relacionadas aos seus filhos.

Para o bom desenvolvimento técnico e emocional dos alunos é fundamental que eles exercitem o que estão aprendendo por meio de apresentações em palcos e com plateias. 

Assim, no final do ano, temos a nossa grande apresentação de encerramento do ano letivo.  Nessas apresentações, todos os alunos da Escola interessados em participar encenam um ballet do ballet de repertório contanto uma história onde são incorporadas as outras modalidades de dança.

Apresentações com plateia são desafios que enriquecem o aprendizado e proporcionam segurança e autoconfiança aos alunos.

Como ferramenta importantíssima da nossa metodologia, temos o “Boletim do Aluno”. Este é um dos instrumentos disponibilizados pela Escola para que os pais acompanhem o desenvolvimento dos seus filhos. Procuramos fazê-lo da forma mais completa possível, avaliando a técnica, a disciplina o comportamento do aluno (dentro e fora da sala de aula) à luz dos valores preconizados pela Escola (valores da dança ).